3 coisas que você precisa saber para investir em leilões de imóveis

  • 15 de maio de 2019
  • por projetual
  • 0 comentário(s)
Curiosidades

A reação do mercado imobiliário ainda é tímida, porém promissora. Investir em leilões de imóveis é um excelente negócio, mas é preciso ter informação

Imagem: Pexels

Quem conseguiu fazer uma reserva para investimentos nos últimos anos, tem agora uma excelente oportunidade de negócio. Ao mesmo tempo em que a crise econômica trouxe vários transtornos para diversos setores da economia, ela trouxe também oportunidades, como a grande disponibilidade de casas, apartamentos, prédios e terrenos levados a leilão.

+ Saiba porque vale a pena investir em leilões de imóveis. 

Ao contrário do que parece, o acesso a eventos como este ficou muito mais fácil depois da possibilidade da realização de leilões online, mas para não cair em armadilhas, é preciso ter o mínimo de informação antes de participar de um leilão. Confira três itens que você precisa saber para investir em leilão de imóveis.

A Origem do Imóvel

Usualmente, os itens vendidos em um leilão de imóveis são produtos de um processo de alienação fiduciária, modalidade que substituiu a hipoteca em negociações de empréstimos tendo imóveis como garantia de pagamento. O imóvel também pode ter sido apreendido em um processo judicial para o pagamento de dívidas, ou até mesmo estar sendo vendido pelo proprietário por meio de um leilão extrajudicial. Em qualquer um dos casos, a compra de imóveis por meio de leilões é extremamente segura.

Dívidas

Dedicar atenção especial ao Edital do Leilão é indispensável para quem deseja investir em imóveis. Nele deverão estar discriminadas as possíveis dívidas relacionadas ao imóvel. Vale lembrar que, no caso de um imóvel proveniente de um processo de alienação fiduciária, o arrematante não herda nenhuma dívida relacionada ao financiamento do imóvel pois o próprio leilão já foi realizado para quitar esta dívida. Contudo, o imóvel pode ter dívidas com impostos e taxas condominiais. Se elas existirem, deverão constar no edital do leilão e, ainda que não apareçam, vale fazer uma verificação sobre dívidas futuras que possam vir a vencer no mês do leilão, por exemplo.

Organização Leiloeira

Outro ponto importante para garantir a melhor experiência possível em um leilão de imóveis é a escolha certa da organização leiloeira responsável pelo leilão. A segurança na análise dos dois primeiros pontos, inclusive, depende sumariamente da seriedade da organização leiloeira. Antes de levar um imóvel a leilão, a Nogari Leilões faz uma análise minuciosa da situação fiscal e tributária do bem, a fim de encontrar possíveis entraves que pudessem ser motivos de problemas para o arrematante. Um dos princípios da organização é não leiloar bens com qualquer tipo de embaraço.

Além disso, a Nogari Leilões também oferece o exclusivo serviço de assessoria jurídica em leilões, que oferece aos interessados, de forma clara e personalizada, todas as informações necessárias para a melhor experiência possível em todas as fases do leilão. Ligue para a Nogari e saiba mais sobre nossos serviços pautados em idoneidade, seriedade e transparência.

 

Continue acessando o nosso Blog para ficar por dentro de mais informações importantes para ter sempre a melhor experiência de compra e venda em leilões.